6.17.2009

LINA


(conto de Gabriel - narcisosantos@hotmail.com)

Conheci Lina quando morava num apartamento em São Paulo. Ela era prima de Janaína, que morava no 8° andar e vinha dar aulas de reforço pra minha neta de 10 anos....................Lina era uma morena muito bonita, com um lindo rosto um corpo bem feito, pernas bem desenhadas, lábios bem feitos, seios médios e firmes. Na época deveria ter uns 18 anos, mas já com corpo de mulher.................Eu já tinha uns 47 anos e apesar da atração que ela despertava ,eu ficava na minha. Ela era uma jovem quieta, de família religiosa......................Lina passava exercícios pra minha neta e vinha conversar comigo. Eu estava de licença ,com o pé engessado e passava quase o tempo todo sentado. As aulas iam até a hora do almoço, e quando a mãe da Lina vinha buscá-Ia ,enquanto esperava, ficava conversando comigo...................Eu sou um bom ouvinte e percebi que ela precisava conversar, desabafar, se soltar, porque era muito reprimida em casa., Com o tempo foi ficando à vontade comigo e apesar da diferença de idade, ficamos amigos.Eu também me abria bastante com ela, trocávamos confidencias..............Minha rotina naquele mês que passei engessado era essa. A empregada levava a menina pra escola, depois do almoço e ficava comigo até o resto da família chegar, lá pelas 6 horas......................Numa segunda feira, Lina e eu ficamos praticamente sozinhos em casa por uns momentos. Foi a primeira vez. A empregada tinha ido fazer compras e minha netinha dormiu no seu quarto no meio da lição....................Em vez de acordá-Ia, Lina veio até mim. Eu estava sentado numa cadeira, e ela em pé, encostada no ba tente da porta a menos de 2 metros de mim.Conversamos um pouco e durante a conversa eu olhava discretamente no decote dela. Ela estava com uma blusinha apertadinha que moldava os seios pequenos e bem desenhados e com uma saia com prida, colorida, meio transparente quando ela ficava ao sol. Seu olhar estava brilhante nesse dia, o clima era de desejo..................Em dado momento, ficamos em silêncio, apenas sorrindo um para o outro. Eu olhava altemadamente e para o rosto dela e em direção aos seios.................Num impulso, numa dessas excursões do meu olhar pelo seu decote, ela levantou a blusa devagarinho, mostrando o que eu tanto queria ver....................Eu fiquei sem ação, por um segundo, deslumbrado: ela tinha seios pequenos, de pequenos mamilos marrons, apetitosos.,projetados em minha direção.................Tentei levantar e estendi a mão para tocar seu seio, mas ela se afastou sorrindo...................Minha respiração estava a mil, minha voz tinha ficado meio rouca e não lembro o que comecei a dizer e não desgrudava os olhos dos seios de Lina..............Meu pau foi ficando visivelmente duro dentro da bermuda....................Ela percebeu, pois olhava fixamente no meio das minhas pemas, Então foi chegando mais perto e lentamente abriu as pernas e sentou-se sobre o meu colo, de frente pra mim" sem dizer nada...............Só eu falava coisas que não lembro e creio que não tinham nexo...............Senti a sua bunda redondinha e quente, deslizando em minhas coxas, senti ela esfregando a xotinha no meu pau duro,embora ela estivesse de calcinha e eu de bermuda. Ela começou a me beijar, seu beijo era delicioso e nos beijamos várias e várias vezes, minha língua quase invadia sua garganta..................Sentia seus peitinhos pontudos acariciando meu peito, eu estava tonto com tanta delicias...................Ela me beijava e se esfregava, ora devagar,ora rapidamente, me enlouquecendo,me deixando tonto................Gemia baixinho no meu ouvido. Eu estava um verdadeiro tarado.................Do seu quarto, minha neta chamou por ela e ela saiu do meu colo, me olhando fixamente.................Logo depois a empregada chegou......................Não preciso dizer que nessa noite quase não dormi, altamente excitado, fodendo Lina como nunca nas minhas fantasiais.......................Mais uma vez o acaso veio em meu socorro.No dia seguinte, Lina chegou, me sorriu e foi dar aulas pra minha neta e não saiu de lá, Logo depois, minha empregada disse que precisava resolver um problema e teria que sair. Disse que ia deixar a comida pronta e tudo arrumado pra mim..Disse também que não gostaria que eu ficasse sozinho, até o pessoal chegar à tarde e que tinha pedido para Lina fazer o favor de levar minha netinha na escola e ficar comigo algumas horinhas..................Meu coração disparou: fiquei recostado na cama, o pau ficou duro só de imaginar . A empregada deixou o almoço pronto e ela e Lina saíram juntas, pois Lina foi levar minha netinha na escola....................Fiquei sozinho. Pensar que quando ela voltasse, estaríamos a sós, me deixava tonto de tesão incapaz de raciocinar e de pensar em outra coisa. Vim até a sala e sentei no sofá, alisando o pau duro por cima da bermuda.Quando Lina chegou, não disse nada. Sorrindo, trancou a porta e veio de joelhos até ficar de frente pra mlm..................Rapidamente, puxou minha bermuda, meu pau duro estufava a cueca. Ela abocanhou meu pau um pouco, deu pequenas mordidas por cima da cueca e quando tirou a cueca, o pau emergiu, duro, de veias grossas, cabecinha rosada, brilhando de duro.......................'Que delícia",ela murmurou, começando a lamber. Lambeu meu pau todinho, chupou minhas bolas e colocou a cabecinha na boca, sugando de olhos fechados. Sugava ferozmente, com sofreguidão, como se o mundo fosse acabar,colocando-o todo na boca, tirando, colocando de novo, chegando quase na garganta. Eu urrava de prazer, incapaz de controlar meu próprio corpo. Era uma sensação indescritível, eu estava quase gozando. .............Ela estava de olhos fechados, gemendo. Pedi que ela me olhasse, queria que visse no meu rosto o prazer que eu estava sentindo.......................E eu queria que ela sentisse o mesmo. Pedi que ela se deitasse no chão, pra ficar mais confortável pra mim, devido ao gesso. Puxei a sua calça comprida, deslizei a língua por dentro das suas coxas, ao longo da duração da sua rachinha, parando no grelinho inchado. Ela gemia enquanto eu massageava em movimentos circulares de língua, o seu grelinho que já despontava. Enquanto eu sugava ferozmente, introduzia dois dedos na xaninha, escavando......................Ela gemia, não queria que eu parasse, foi tirando o resto da roupa e ali ,nua, rebolava, gemia, se contorcia, apertava minha cabeça, puxava meus cabelos, subia e descia a xana na minha boca, enquanto meus dedos se movimentavam rápidos num vai e vem dentro da buceta encharcada...................Lina, de repente, teve um orgasmo tão intenso que balançou todo o seu corpo. Gemeu loucamente..................Minha língua sentiu a febre da torrente do seu gozo quente. Depois de lamber, coloquei a mão em concha e senti sua xaninha gozando,como se o coração dela batesse ali................Ela me puxou para um beijo profundo e enquanto a gente se beijava sem parar, eu manipulava seu grelinho, até que ela gozou de novo...................Depois deitou-se ao meu lado, ofegante, vermelha. Ficamos um tempo abraçados....................Aí tomamos um banho, nos acariciando, eu queria excitá-Ia de novo e fomos para o quarto de hospedes. Nos deitamos na cama, nus e ficamos nos esfregando. Eu ainda não havia gozado, estava quase explodindo. Ela começou a masturbar com carinho meu enorme pau ereto, Tonto de tesão, não conseguia dizer nada, eu só urrava. Procurei sua boca para mais um beijo longo e selvagem, sugando sua língua desesperadamente...................Ela dirigiu minha mão para massagear seus peitinhos durinhos. Apalpei seus peitinhos sem pressa e depois comecei a sugar seus mamilos. Ela gemia de prazer. Lambi,suguei até eles ficaram como pedra.................Ela me implorou pra ser fodida, disse que estava com tesão de novo. Subiu em mim e encaixou meu pau pra dentro dela, devagar, se contorcendo como uma diabinha cheia de calor e desejo........................Eu me empurrava todo pra dentro dela, socando de baixo pra cima, apertando sua bunda .,queríamos entrar mais e mais um dentro do outro..................Eu martelei duramente sua xaninha, rápido e forte, urrando de prazer como um animal. Ela dançava em cima de mim, esfregando o grelinho na minha virilha, contraindo a buceta e apertando meu cacete, sem parar de gemer. Dizia sem parar :" - fode, mete, fode minha buceta"me enche de porra.." Eu segurei o orgasmo enquanto pude, de repente meu pau pulsou dentro dela, meu corpo tremeu as constrações dela esmagaram meu pau, gemiamosjuntos e eu gozei. GozeÍ gostoso..................Enquanto inundava sua xaninha com minha porra, ela não parou de se esfregar na minha virilha até que orgasmos rasgaram o corpo de Lina e nossos lábios se grudaram quase que imediatamente............Então, ela deitou-se sobre mim e me beijou, não deixou que eu tirasse o pau de dentro dela, até sentir ele amolecer............Antes de sair, ela disse que tinha adorado meter comigo, me olhou profundamente e prometeu que da próxima vez ia me dar o cuzinho.. .............(Gabriel - narcisosantos@hotmail.com)

Nenhum comentário: